Chuva

Chove. E não é muito comum chover por aqui, mas chove desde que o dia começou.
Cheguei em casa há pouco, depois de um dia longo e entediante. Nem todos os dias são assim, mas hoje foi.
Não há eletricidade também e com isso não muito o que fazer. A bateria do notebook deve agüentar umas duas horas e depois disso só me resta dormir.
Deitei na cama e fiquei observando as gotas de chuva escorrerem pela janela. Não sei por que, mas olhar pra chuva me deixa nostálgico. Desde criança, me encanta ver gotas de água caindo do céu. Já passei muitos momentos, em várias épocas da minha vida, olhando pra chuva e talvez a nostalgia venha da lembrança desses momentos.
É incrível como é possível se sentir sozinho, mesmo rodeado de pessoas. Aqui, deitado na cama, olhando a chuva, me sinto sozinho apesar de ter mais gente em casa.
Não faz nem uma semana que cheguei e já me sinto só. É engraçado perceber que até o ar é diferente e apesar de gostar daqui, prefiro lá.
E eu que achava que já estava craque em me adaptar a mudanças. Ou talvez, estar lá de novo tenha mudado tudo e voltar agora tenha sido diferente.
Sei lá.
Tinha decidido não pensar muito nisso, mas o que fazer numa noite chuvosa e fria? Olhar a chuva não está ajudando…