Certezas

Sabe aquelas coisas que você teve curiosidade, mas nunca teve disposição ou coragem pra fazer? Então, deixar o cabelo crescer, pra mim, era uma dessas coisas.

Há quase dois anos atrás, lembro de um amigo me perguntar se eu já havia sido cabeludo. Prontamente eu respondi que nunca tive cabelo grande e, ainda naquela época, tinha certeza de que nunca teria.

O mesmo tipo de certeza que eu tinha quando já tinha viajado pra três continentes e pensei que talvez ainda visitaria a Oceania, mas nunca a África.

O problema não era o cabelo grande em si, mas a fase intermediária e interminável, enquanto ele cresce, na qual fica-se bem estranho.

Mas, no fim das contas, eu fiquei estranho, num lugar estranho, com pessoas estranhas. Até aí nada de estranho, afinal.

Beleza. Foi bem bacana até agora, mas acho que já deu. Depois de um tempo esqueci qual era o propósito inicial, se é que houve algum, porque não me lembro mais…

E foi legal perceber depois que era perfeitamente possível e totalmente indolor. Na verdade eu até gostei mais do que achei que fosse gostar.

E quem sabe eu ainda não aprenda violino ou more na Escandinávia? Porque, com certeza, não desisti de visitar a Oceania.

Anúncios